Liderança em tempos de desafios

liderança-em-tempos-de-desafio

É ponto passivo em livros, artigos, palestras, congressos e eventos de gestão a máxima sobre o líder ter papel fundamental no sucesso empresarial, independente do ramo de atuação e mercado.

A próxima pergunta então é: o que faz uma liderança eficaz? Porque muitos líderes sabem o que tem que fazer mas não o fazem?

A provável resposta a esta pergunta tem a ver com as competências não desenvolvidas, ou seja, o líder sabe o que precisa ser feito, só não sabe quais competências são necessárias para fazer a coisa acontecer e quando sabe quais são as competências, não sabe como fazer, como colocar em prática, no dia-a-dia.

Antes uma definição de liderança que pode ajudar muito: “Pessoas que mobilizam outras pessoas, inflamam nossa paixão e inspiram o melhor dentro de nós.” Goleman, Boyatzis e Mckee (2002).

Talvez alguns líderes prefiram parar a leitura por aqui, pois este conceito pode causar algum desconforto, parece muita responsabilidade e uma persuasão além da conta. Você tem esse poder, essa habilidade? As pessoas que trabalham com você são apaixonadas? Você inspira o melhor de suas equipes?

Voltemos a nossa realidade. O ano de 2015 !!! Este tem sido um desafio a líderes e empresas. o que esperar de 2015 e 2016? Mais crise? Mais cortes? Mais reduções? Mais impostos e encargos? Permita-se contar uma história.

Havia um fazendeiro que lutava com muitas dificuldades possuía alguns cavalos para ajudar nos trabalhos em sua pequena fazenda.

Um dia, seu capataz trouxe a notícia de que um dos cavalos havia caído num velho poço abandonado.

O poço era muito profundo e seria extremamente difícil tirar o cavalo de lá. O fazendeiro foi rapidamente até o local do acidente e avaliou a situação, certificando-se de que o animal não havia se machucado.

Mas, diante da dificuldade de retirar o animal do poço, e em razão do alto custo da operação, achou que não valia a pena investir no resgate.

Tomou, então, a difícil decisão: determinou ao capataz que sacrificasse o animal jogando terra no poço até enterrá-lo ali mesmo.

E assim foi feito: comandados pelo capataz, os empregados começaram a lançar terra para dentro do buraco, de forma a cobrir o cavalo.

Mas, à medida que a terra caía em seu dorso, o animal a sacudia e ela ia se acumulando no fundo do poço, possibilitando assim que o cavalo fosse subindo.

Logo os homens perceberam que o cavalo não se deixava enterrar e que, ao contrário, estava subindo à medida que a terra enchia o poço, até que, finalmente, conseguiu sair.

O que você líder pode aprender com a crise e com esta história?

Em tempos de crise no setor de atuação da empresa, ou ainda de economia como os dias atuais, dominar certas competências podem colocar os líderes e suas organizações em vantagem competitiva.  São estas as competências essenciais:

  • Visão
  • Orientação para resultados
  • Resiliência
  • Equipe de alta performance
  • Foco no cliente
  • Motivando outros

Neste artigo vamos conversar sobre duas em especial: visão e orientação para resultados.

O líder que tem a competência Visão é aquele que sabe Identificar metas de longo prazo, promove a implementação de ideias diferentes ou alternativas e tem pensamento Inovador. Esta competência exige algumas atitudes como

  • Visualiza problemas ou iniciativas táticas sob uma perspectiva ampla e enfatiza soluções que apoiam os objetivos estratégicos.
  • Gera novas ideias/soluções que possam ser implementadas com sucesso.
  • Desafia e induz a organização ao crescimento e aperfeiçoamento constantes.
  • Batalha pela implementação com sucesso de suas ideias.

Existem diversas formas de desenvolver esta competência. Entre elas a busca de informações, a atualização constante, o exercício da observação, e empatia, seja do cliente, da equipe, do mercado, do investidor.

Uma maneira bem eficaz também é buscar um programa de coaching, onde o processo coahing, assim como o profissional coach, pode apoiá-lo na mudança de consciência, construção do pensamento, bem como nas estratégias e plano de ação necessário para o desenvolvimento desta competência.

Sobre a competência: orientação para resultados. Bem esta é uma das preferidas de qualquer coach, e muito presente em processos de coaching. Essa competência diz respeito desafiar a levar a organização e a si mesmo a conquistar e ter excelência. Os líderes eficazes nesta competência assumem responsabilidade pessoal pelo sucesso da organização e persistem, mesmo diante dos obstáculos em alcançar resultados.

São atitudes esperadas nesta competência:

  • Estabelece ou ajuda a estabelecer metas e objetivos apropriadas.
  • Aplica o esforço pessoal e trabalho árduo para alcançar resultados.
  • Não desiste facilmente persiste.
  • Supera obstáculos para alcançar resultados.
  • Alcança resultados.

Novamente para se ter uma competência você líder pode contar com o processo de coaching, para juntos, você e o profissional coach definirem esta competência na sua atuação como líder, e novamente definirem uma estratégia e plano de ação para a execução. Para o efetivo sucesso do coaching, é preciso trabalhar os diversos níveis neurológicos, é do “quem mais“ para o “que e onde fazer”.

Um dos principais benefícios do processo de coaching é identificar e desenvolver competências importantes para um aumento de desempenho da liderança. Para isto geralmente são utilizadas ferramentas de assessment, como a avaliação 360 graus para a apuração mais efetiva dos níveis de desenvolvimento e maturidade do líder em cada competência necessária a sua liderança e a partir daí com as sessões de coaching desenvolver essas habilidades.

No próximo artigo, vamos explorar as demais competências necessárias para enfrentar desafios.

Agradecemos a Prosper www.prosper.br.com pela parceria na criação de conteudo!

Assine nosso blog, deixando seu e-mail ao lado, e receba todas as nossas novidades.

Adicionar a favoritos link permanente.